Um convite a apegar-se, guardar  ou reter com firmeza à esperança! 

09 NOV LETICIA

Mas, a qual esperança devemos nos apegar? 

Há esperança que tarda mas não falha? Essa esperança é enganosa, pois a verdadeira esperança está na hora certa. 

Há esperança que é a última que morre? Essa esperança também é falsa, porque a verdadeira esperança não morre. 

Abraão é um exemplo de alguém que se apegou na firme esperança! Ele creu na promessa de que seria pai de numerosa multidão, e quando posto à prova, ofereceu Isaque, pois a sua esperança estava em Deus, que era (é) poderoso até para ressuscitar Isaque dentre os mortos. 

A esperança de Abraão não se limitou às circunstâncias e nem a temporalidade das coisas, mas estava  Naquele Quem o prometeu  uma descendência numerosa.  (Gênesis 12:2)

Devemos nos apegar a verdadeira esperança: Jesus! Essa esperança permanece para sempre! 

Jesus venceu a morte e nos dá a real esperança da vida eterna.

Nossa esperança não se limita a essa vida, mas à certeza de que Ele ressuscitou! 

Quando Déboras oram em nome de Jesus,  a esperança é firmada Naquele que é Fiel, e pode fazer infinitamente mais do pedimos e pensamos. (Efésios 3:20)

Miriam Delfino-Débora-A.D. de Ribeirão Pires-SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
×