Ideias

O que podemos fazer além de nossa tradicional reunião de oração

mulher close orando de mãos postas rosa Desperta Débora

1-Reunião semanal ou mensal

As igrejas têm em suas agendas, as reuniões de oração ou pequenos grupos que acontecem durante a semana. Pode-se transformar uma delas em uma reunião de clamor pelos filhos, ou fazer um “momento Déboras” em todas as reuniões.

 Algumas igrejas preferem realizar uma reunião de oração mensal, específica para o Desperta Débora. Esta reunião pode ser semanal ou mensal. Nas cidades do interior, onde as distâncias são menores e estar na igreja semanalmente não é difícil para os membros.

Deixamos aqui a sugestão de realizar a reunião aos sábados pela manhã, como um café, ou a tarde, pois os pais que trabalham fora de casa têm a possibilidade de estar presentes. Descubra o melhor horário para a sua comunidade.

1717

2-Reunião nos lares

Além de realizar uma reunião de oração na igreja, a coordenação das Déboras também podem realizar vários grupos de oração nos lares se a liderança da igreja entender que este formato pode ser estratégio para evangelizar, convidando as mães não cristãs para orarem por seus filhos.

Segue à parte uma orientação para este tipo de reunião. É uma reunião para evangelismo também, pois convidamos vizinhos e amigos.

É de consenso geral que alguns amigos aceitam ir a uma reunião em nossa casa, mas, têm resistência em aceitar um convite para uma programação na igreja.

retrato de jovem sorrindo par adolescente segurando livros ficar contra vermelho azul parede 23 2148093117

3- Escola da Vida

Os jovens da Mocidade Para Cristo do Brasil (MPC) realizam um maravilhoso trabalho de evangelismo nas escolas!

As Déboras podem fazer parte deste trabalho orando com os estudantes, fazendo palestras, fazendo o lanche dos professores, lendo e respondendo às cartas dos alunos, etc.

Se você quer saber mais sobre como as Déboras podem se envolver nesta estratégia evangelistica nas escolas busque o site www.mpc.org.br

Mães orando uma pela outra mais idosas Desperta Débora Tenda de oração

4- Feira de oração

Escolha algum ponto estratégico de sua cidade, uma praça conhecida, por exemplo. Arma-se uma ou mais tendas (previamente autorizado pela prefeitura) e teremos uma “Feira de Oração”.

 Pode-se aproveitar a oportunidade e distribuir convites para a reunião mensal (ou semanal) do Desperta Débora em sua igreja. Neste espaço podemos fazer algumas apresentações para chamar o público, como dança, coral ou teatro, durante todo o dia. É interessante ter um rodízio de pais durante este dia para que não se torne muito cansativo.

 Quando as pessoas se acercam da tenda, oferecemos à elas uma oração, como um presente. E ali oramos no mesmo momento por ela.

 Podemos tentar conseguir algo para presentear as pessoas que ali forem como alguma literatura ou água, por exemplo, para que as pessoas queiram se aproximar da tenda.

Pode-se colocar uma caixinha de pedidos de oração onde as pessoas que passarem pela praça possam escrever seus pedidos e colocar na caixa. Ao final do dia, oramos por todos estes pedidos. Se quiserem podem pedir o whatsapp de pessoa que escreveu e enviar uma oração de áudio ou escrita para ela. Isso irá impacta-la com o Amor de Deus através de vocês. 

Caminhada de mães pela cidade Desperta Débora

5- Eventos na cidade

Podemos observar as datas comemorativas da cidade e marcar presença nelas. Como o desfile de escolas no dia da Independência por exemplo. Ações de evangelização em geral, caminhada pela cidade, distribuição de alimentos ou medicamentos em áreas de calamidade. Por fim, nos mantermos informadas e colocar o nosso amor cristão em ação e assim fazendo diferença na cidade.

 As pessoas ficam curiosas e às vezes se juntam a nós e seremos mais mães orando…

Mulher professora com alunos adolescentes Desperta Debora

6- Escola de pais

Durante as reuniões de oração observamos assuntos que os pais querem se aprofundar um pouco, mas, durante a reunião não é possível fazê-lo, pois estamos ali para orar por nossos filhos e o tempo é limitado. Anotamos esta necessidade e levamos à liderança da igreja. E assim inicia-se o preparo de palestras sobre os temas ou convidamos pessoas especialistas nos temas escolhidos e marcamos para reunir os pais e discutir sobre suas dúvidas Por exemplo: “Meu filho usa drogas, o que posso fazer frente a isso?” “Como evitar que o fantasma da droga ronde o nosso lar”, “Disciplina, como e quando?”, “como diminuir a distância entre meu filho e eu
Mulher escrevendo cartas Desperta Debora

7- Cartas para os presidiários

Estava em uma reunião do Desperta Débora em um lar quando vi nascer uma nova área de atuação para as “Déboras”. O ministério de escrever cartas para os presidiários. Cartas que levem uma mensagem de amor de Deus, de alento, consolo, que falem de Deus para estes homens e mulheres que receberão esta palavra como um tesouro precioso.

 Nossa função é orar e escrever. Deus fará a obra pois a Sua Palavra nunca volta vazia.

 Tudo começou com o pedido de uma tia, que queria que orássemos por seu sobrinho que teria de cumprir sete anos de prisão.

 Neste momento nos veio a idéia de desafiar àquelas mulheres a escreverem algo amoroso para este jovem de 21 anos. Foi proposto e elas se comprometeram a escrever e trazer na reunião seguinte que aconteceria dali a um mês. E a tia levaria as cartas.

 Imagine um jovem de 21 anos, sem nada para encher seu pensamento e recebendo palavras de amor, não de acusação? Quantos jovens assim temos nas prisões? E por outro lado, quantas de nós pensamos “como vou servir a Deus?”. Grande oportunidade! Não podemos perder tempo.

 Basta  pensarmos como pais. Qual pai não se sentiria confortado se soubesse que alguém da família de Deus entende sua dor de ter um filho em ambiente tão frio? E investe um tempo nele?

 Como podem perceber, começamos a participar do ministério Desperta Débora com um compromisso individual, passamos a frequentar reuniões de oração por nossos filhos e  caminhamos para uma atuação com o foco no próximo, saímos de nós mesmas.

 Sabemos que a criatividade das irmãs vai além do que escrevemos aqui. Novas estratégias de ação surgirão no meio das “Déboras” de seu grupo.

 Ao descobrir novas frentes, por favor, compartilhe conosco para crescermos juntas.

373298 PBC7CW 166

8- capelania hospitalar

É um trabalho de oração dentro de hospitais. Para fazer algo assim é necessário uma preparação especial como o Curso de Capelania, exigido pelos hospitais. Em alguns hospitais o grupo de capelãs podem orar com os pacientes que assim desejarem em seus quartos, ou na capela do hospital . Neste ultimo, os pacientes e os familiares serão previamente convidados a participar. 

 

Pode-se comemorar o aniversário do mês, realizar aula de artesanato com os acompanhantes e antes das atividades há um tempo de oração.

Para realizar aniversários ou conseguir material para o artesanato, podemos buscar patrocinadores.

974

9- Amigo Revelado

Nem todos os jovens de nossa igreja possuem pais cristãos que cubram suas vidas em oração. Precisamos “adota-los” como “filhos espirituais”.

 Como fazer? Em uma caixa colocamos os nomes dos filhos da igreja (qualquer idade) e cada mãe ou pai tira um nome e passa a orar por ele. Cada intercessor pode tirar um nome ou mais de um. Depende da proporção pais-fihos da igreja. E passamos a orar por este “filho espiritual” por algum tempo. Este tempo é determinado pela igreja que vai sentir como está caminhando esta parceria.

 Sugerimos que os “pais” se envolvam com os “filhos” enviando cartões, mensagem por whatsApp, por Facebook, orando por eles e com eles, convidando para alguma refeição, os procurando depois dos cultos para saber se há algum pedido especial. Estreitando esta relação , eles se sentirão amados e cuidados.

506212 PHTY70 864

10- Chá

Aceitar um convite para um chá é sempre mais fácil do que aceitar um convite para ir à igreja. Por isso as “Déboras” criaram o “Chá”.

 Os ingressos cobrirão exatamente o necessário para cobrir os custos como comida, bebidas, alugueis de mesas e cadeiras, brindes, etc. Se em sua comunidade é fácil receber tudo isso como doação não há necessidade da venda do ingresso.

Providenciamos um local adequado e de preferência sem custo, para a quantidade de ingressos. Enfeitamos as mesas, colocamos toalhas . Fazemos com que o ambiente fique muito aconchegante e lindo. Nada de custo elevado, mas, elegante.

 Presentes podem ser sorteados ao final do chá ou durante. É uma estratégia para que todas fiquem até o final da programação. Uma pessoa é convidada para dar uma palavra de testemunho (máximo de 20 minutos) através do qual, a Palavra de Deus vai ser ministrada aos corações. Simples e eficaz como evangelismo e despertamento de mais mães a orarem por seus filhos.

 De tempos em tempos mudamos os pais espirituais e tiramos novos nomes. Os que quiserem permanecer e estiver funcionando lindamente a parceria, podem escolher não mudar. A idéia é que um vínculo se forme entre eles e se estiver funcionando, porque mudar?

187321

11- Capelania Escolar

Nem sempre podemos orar com os alunos, mas, podemos orar na escola, com os diretores e professores ou somente pela escola como um todo.

 Programe uma visita ao Diretor da Escola, expresse seu agradecimento por sua liderança, pelos professores e reconheça a enorme responsabilidade deles na posição que ocupam.

 Compartilhe suas preocupações com a pressão social que os alunos enfrentam dia a dia e diga que vocês oram por eles, pelos professores e pela liderança da escola.

 Podemos deixar uma caixinha onde os professores possam colocar seus pedidos de oração de forma confidencial e a buscamos de tempos em tempos na escola, nos comprometendo em orar por seus pedidos ou distribui-los entre as mulheres do ministério Desperta Débora. No dia que formos buscar a caixa de oração podemos levar um agrado aos professores, uma torta, um livreto ou algo que os façam sentir importantes e queridos.

 Cada escola terá uma maneira diferente de receber-nos e teremos uma estratégia diferente em cada uma para atende-la.

 

 

Rolar para cima
×